TST aplica multa a funcionário que insistia em reexame de provas por suposta discriminação

Em análise de recurso, a 4ª Turma do TST aplicou uma multa a um ex-funcionário de uma empresa privada que solicitava reintegração ao emprego, alegando que sua demissão foi causada por ter feito denúncias sobre irregularidades dentro da companhia.

Conforme o entendimento da Turma, a prova de fatos alegados tornados o agravo interposto por ele inadmissível.

Fonte TST