Após privatização de banco estadual, funcionária pode ser demitida sem motivação

Uma funcionária de um banco privatizado que foi demitida sem justa causa não tem direito de ser readmitida.

A decisão é da 4º Turma do TST, que verificou inexistência de ilegalidade na demissão sem justa causa, pois o decreto estadual do Ceará que instituía a motivação no ato de dispensa não foi incluído pelo contrato de trabalho dos empregados absorvidos pela iniciativa privada.

Fonte: TST