Operadora de telemarketing não receberá adicional de insalubridade por uso de fone de ouvido, determina TST

Por unanimidade, a 4ª Turma do TST afastou o pagamento de adicional de insalubridade a uma operadora de telemarketing, que requeria o benefício por utilizar fones de ouvido.

Para o colegiado, não é devido o pagamento do adicional já que sua função não consta na lista de atividades insalubres elaborada pelo extinto Ministério do Trabalho.

Fonte: TST