Banco consegue reaver valores de condenação por prática de ato discriminatório

O caso foi analisado pela 1ª Turma do TST

A decisão favorável a instituição bancária reduziu de R$ 20 milhões para R$ 200 mil o valor da indenização por dano moral coletivo

Para os ministros, o valor determinado estava desproporcional em relação à extensão do dano e o prejuízo para os trabalhadores e para a coletividade